YouTube é nosso Parceiro

Loading...

quarta-feira, 21 de novembro de 2007

De volta a Santo Amaro, não percam!!!


O humorista Renato Piaba depois do sucesso no Domingo Legal, onde ficou no ar por três semanas consecutivas, fazendo Gugu e todo o Brasil dar muitas gargalhas, está de volta a Santo Amaro com o espetáculo "Intimidades.com", um dos maiores sucessos de sua carreira, trazendo toda sorte de estórias engraçadas ligadas à intimidade de cada um de nós ...

Como não poderia deixar de ser, Renato Piaba trará inovações com o seu repertório de piadas, fazendo o que todos gostariam de fazer mas não o fazem por falta de coragem: "Bisbilhotar a intimidade dos outros" utilizando-se inclusive de recursos da mídia eletrônica e digital com uma conhecida dupla de apresentadores de telejornais da Bahia, dando "verdadeiros furos" de notícias sobre a intimidade das pessoas. Ainda como suporte de mídia, "Intimidades.com" utilizará todas as ferramentas da Internet para interagir com o grande público que estará "linkado" nos assuntos mais solicitados pela platéia no transcorrer da temporada. Serão horas e mais horas de entrevistas, declarações, fofocas, testemunhais e muitas "estórias" e "causos" desvendando os segredos de todos os mortais e imortais da nossa terrinha, fazendo o público delirar e estremecer com as grandes revelações que estarão por vir. Sem sombra de dúvida, "Intimidades.com" será mais um grande sucesso de Renato Piaba, que tem sempre à mão a fórmula certa para fazer o seu público rir e se divertir .


INFORMAÇÕES


Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Data: 24/11/07
Horário: 21:00h
Ingresso: R$ 10,00 - Preço Promocional até o dia 23/11/07
Obs: Classificação 14 anos

segunda-feira, 22 de outubro de 2007

Imperdível - Balé do Rio de Janeiro no Teatro Dona Canô


O balé das comunidades populares do Rio de Janeiro chega à Bahia
A Bahia conhecerá a Cia. Dançando para não Dançar que vem popularizando a dança clássica e é composta por bailarinos de comunidades populares do Rio de Janeiro.

O primeiro espetáculo será em Santo Amaro, no Teatro Dona Canô, dia 27 (sábado), às 20:30 horas.

O segundo, em Salvador, na praia do Farol da Barra, dia 28 (domingo), às 11 horas - um palco será montado especialmente para apresentação.

Entradas grátis.

O grupo apresentará trechos balés clássicos Coppélia, Paquita, pas deux trois do Lago do Cisne, pas deux trois de Militons - trecho do balé O Quebra Nozes. Ainda, trechos do balé Gabriela: Ritmos Amados, criação da própria Companhia, baseada na obra do escritor baiano Jorge Amado e música do maestro Leandro Braga, composta especialmente para o balé.
A Companhia – A Cia. de dança é composta por 20 bailarinos atendidos pelo projeto homônimo que ensina balé clássico em 13 morros da cidade do Rio de Janeiro - Rocinha, Mangueira, Cantagalo, Pavão-Pavãozinho, Chapéu Mangueira, Babilônia, Macacos, Tuiti, Jacarezinho, Salgueiro, Dona Marta, Oswaldo Cruz. Atualmente são cerca de 480 crianças e jovens, de 7 a 19 anos. O projeto está entrando no morro do Borel – aguarda a adaptação da sala -, além dos subprojetos de apoio às famílias.
“A formação da companhia nasceu da necessidade de dar aos jovens alunos a chance de continuar a formação e o desenvolvimento profissional na área da dança, bem como criar mecanismos para geração de renda e para formação plena de cidadania”, explica Aguilar.Esse ano a Companhia ganhou status profissional ao ser convidada do Programa Petrobras Cultural e iniciar a primeira turnê nacional, com o patrocínio. Os espetáculos fazem parte da primeira turnê nacional da Companhia iniciada por Brasília, dias 7 e 8 de julho, no Teatro Nacional. Serão ao todo mais 14espetáculos em diferentes cidades, incluindo Santo Amaro e Salvador.
Antes mesmo da profissionalização, o grupo vem, desde 2004, se apresentando em espetáculos promovidos pelo projeto ou a convite de entidades, instituições governamentais e não governamentais em locais públicos. Só no ano de 2006, participou 20 espetáculos, a maioria para um grande público. Assistiram aos espetáculos em 2006 mais de 11 mil pessoas.


ImprensaFernanda Santos - (21) 91034010 fernanda_show@brturbo.com.br

Tânia Aguilar - (61) 92517809 ou 92979749 mailto:%20tania.imprensa@gmail.com

domingo, 9 de setembro de 2007

Ritmos afro-brasileiros tomam a cidade de Santo Amaro/ BA - Iphan inaugura a Casa do Samba de Santo Amaro

Um novo espaço de cultura será aberto em Santo Amaro da Purificação, a 72 quilômetros de Salvador, Bahia. Toda a comunidade do Recôncavo Baiano receberá do ministro Gilberto Gil e do presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan, Luiz Fernando de Almeida, a Casa do Samba de Santo Amaro. Esse centro, instalado no Solar Subaé, antiga mansão do Século 19 que foi totalmente restaurada, será inaugurado no dia 14 de setembro, sexta-feira.

No dia seguinte, 15 de setembro, Gil e abrirá o Seminário Os Sambas Brasileiros: Diversidade, Apropriações e Salvaguarda, no Teatro Dona Canô. O evento contará com a participação de vários especialistas em salvaguarda de patrimônio imaterial e formas de samba brasileiras, que discutirão temas como a patrimonialização de expressões culturais, origens do samba, batuques, umbigadas e MPB. Caetano Veloso fechará o seminário, com uma palestra sobre samba, bossa nova e vanguardas musicais.

Na inauguração da Casa do Samba, às 17h da sexta-feira, dia 14, haverá uma festa popular na rua em frente, exaltando ritmos afro-brasileiros tradicionais. Grupos de tambor de crioula, jongo, partido alto, côco, samba rural paulista, e samba de roda dançarão com o público. Nos intervalos das apresentações, serão a exibidos documentários de patrimônio imaterial, produzidos pelo Iphan.

Na casa, será aberta a exposição permanente Samba de Roda: Memória e Vida, que retrata o conteúdo do dossiê de registro dessa forma de expressão, com a reunião de imagens, textos e objetos representativos da cultura do Recôncavo Baiano. A Casa do Samba de Santo Amaro também vai abrigar um extenso acervo digital – visual, audiovisual, sonoro e escrito – para funcionar como um centro de referência desse patrimônio imaterial.

Samba de Roda do Recôncavo Baiano

Uma das principais matrizes do samba brasileiro, o samba de roda foi registrado como patrimônio cultural imaterial pelo Iphan, em 2004, e reconhecido como Patrimônio da Humanidade pela Unesco no ano seguinte. Manifestação musical, coreográfica, poética e festiva, está presente em todo o estado da Bahia, mas muito particularmente na região do Recôncavo – faixa de terra que se estende por trás da Baía de Todos os Santos.

Entoando cantos estróficos e silábicos, seguidos de pandeiros, viola, prato-e-faca, os sambadores e sambadeiras se organizam em círculo e dançam, dentro da roda, o famoso miudinho – movimentos de sapateados para frente e para trás, com os pés, acompanhados dos quadris. Dentro de casa ou ao ar livre, em um bar, uma praça ou um terreiro de candomblé, não há ocasiões exclusivas para realização do samba de roda, que é dançado tanto em festas católicas, como o Cosme e Damião; quanto em tradições religiosas afro-brasileiras, como os ritos nagô.

A criação de um centro de referência do samba de roda é uma ação prevista no plano de salvaguarda dessa forma de expressão, elaborado à época do registro como patrimônio imaterial. Além da Casa do Samba de Santo Amaro, já houve outras ações de promoção e apoio, como o lançamento do livro Samba de Roda do Recôncavo Baiano, que foi entregue à Associação dos Sambadores e Sambadeiras em junho deste ano. A própria Associação foi criada por intermédio do Iphan. “Quando começamos a fazer o dossiê de registro, havia apenas 14 grupos de samba de roda legalmente constituídos na região do Recôncavo. Nós incentivamos essa cooperativa e hoje há mais de 90 grupos associados”, conta Luiz Fernando de Almeida, presidente do Iphan.

Solar Subaé

O Iphan investiu R$ 1,5 milhão no trabalho de restauro do imóvel à Rua do Imperador, número 1, que se situa à beira do Rio Subaé. O sobrado, tombado como patrimônio histórico nacional em 1979, foi construído no final do Século 19. Seu segundo pavimento foi edificado pelo Conde de Subaé para hospedar o Imperador D. Pedro II. Com isso, a casa ganhou um aspecto mais urbano e nobre, uma vez que as casas térreas estavam associadas a padrões rurais e plebeus. Foi, então, decorada com elementos neoclássicos e recebeu um pórtico e uma escadaria vistosa de mármore.

Para ser transformado na Casa do Samba de Santo Amaro, o Solar Subaé passou por um processo de restauração minucioso. Um trabalho que envolveu a recuperação dos vários pisos, das paredes e estruturas, da cobertura e dos forros, das ferragens e até das louças; além de um projeto luminotécnico, novas instalações hidro-sanitárias e adaptação a deficientes físicos. As obras transcorreram com o cuidado de manter as características originais do imóvel, que conferem a ele o seu valor histórico e artístico.

O sobrado vai abrigar uma midiateca digital sobre o samba de roda, com um amplo material de pesquisa levantado entre os grupos de samba, o Instituto de Radiodifusão da Bahia – IRDB, e antropólogos e etnomusicólogos, como Ralph Waddey e Tiago de Oliveira Pinto. Lá também vai ser instalada a sede da Associação dos Sambadores e Sambadeiras do Recôncavo Baiano, que, com o apoio de um conjunto de instituições, será responsável pela gestão da casa.
Está prevista a abertura de um restaurante de comidas típicas no corpo principal do imóvel. O anexo do sobrado ainda está sendo restaurado e lá haverá dois grandes espaços para oficinas de música, dança e confecção de instrumentos; além de um auditório para apresentações e dois alojamentos para grupos do Recôncavo. Por meio da instalação de um Pontão de Cultura, também deverá ser inaugurado um estúdio de gravação para artistas do samba de roda.

Mapa cultural

A identificação e o reconhecimento das formas de samba brasileiras é uma das diretrizes do Iphan, que se insere na proposta da atual gestão do Ministério da Cultura, de construção de um mapa cultural do Brasil. Segundo o ministro Gilberto Gil, essa determinação “faz parte da nossa consolidação democrática e da missão planetária que nos chama”.

Entre os 11 bens reconhecidos como patrimônios imateriais brasileiros, se destacam algumas das várias formas de samba dançadas no território nacional. Já receberam o título: o samba de roda no Recôncavo Baiano, o tambor de crioula no Maranhão e o jongo no Sudeste. Esse último, apesar de não ser considerado uma modalidade de samba, é ritmo afro-brasileiro que se utiliza do compasso do batuque. Ainda está previsto para o final deste ano o registro das modalidades de samba carioca, que já foram inventariadas pelo Iphan, em parceria com o Centro Cultural Cartola, e cujo processo se encontra em análise no Instituto.

Segundo Márcia Sant’Anna, diretora do Departamento do Patrimônio Imaterial do Iphan, “o registro do samba de terreiro, do partido alto e do samba-enredo no Rio de Janeiro se insere num projeto, de âmbito nacional, de reconhecimento e valorização das formas de samba que constituem referências culturais fundamentais da população nacional”. Ela conta que esse trabalho teve início com o registro do samba de roda do Recôncavo Baiano, em 2004, e deverá abranger ainda o samba de coco nordestino, o samba rural paulista e outros formatos tradicionais dessa forma de expressão tão brasileira.

SERVIÇO

Entrega da Casa do Samba de Santo Amaro

Abertura da exposição Samba de Roda: Memória e VidaApresentação de danças de ritmos afro-brasileiros
Data: 14/09/2007
Horário: 17h
Local: Solar Subaé - Rua do Imperador, nº 1 - Santo Amaro da Purificação/ Bahia

Seminário Os Sambas Brasileiros: Diversidade, Apropriações e Salvaguarda
Data: 15/09/2007
Horário: 10h – 18h
Local: Teatro Dona Canô - Santo Amaro da Purificação/ Bahia

quarta-feira, 5 de setembro de 2007

Alexandre Leão


Release Alexandre Leão Nascido em Salvador em 01/09/1971, começou a cantar e tocar profissionalmente ainda adolescente. Em 1987, aos 15 anos, formou dupla com Belô Velloso e passou a cantar na noite de Salvador.Dois anos depois, em 1989, teve a canção " Paiol do Ouro", de sua autoria em parceria com Olival Mattos, gravada por Maria Bethânia.Alexandre é formado em Comunicação Social (Publicidade e Propaganda) pela UCSal e conciliou pelos anos de anos 1991 a 1995 a Universidade e a carreira de músico.Em 1998 passou uma temporada em Portugal, apresentando-se em Lisboa e na cidade do Porto. Participou do Prêmio Visa, nos anos de 1998, 1999 e 2000, como violonista, cantor e compositor. Em 1999, conquistou o Prêmio Copene Cultura e Arte (BA), através do qual gravou seu primeiro cd, “Minha Palavra”. premiado também com o Troféu Caymmi (BA).Mudou-se para São Paulo no início de 2002. No ano seguinte gravou o cd “Alexandre Leão”, que conta com a participação de grandes músicos e da cantora Rosa Passos, com quem fez apresentações por algumas cidades do Brasil. “Canção para Cristina” , composta para sua esposa, venceu o Festival da Rádio Educadora da Bahia 2004, entre mais de mil músicas inscritas.Desde 2004 Alexandre mora no litoral norte da Bahia, de onde viaja constantemente, principalmente para São Paulo, que tornou-se uma “segunda casa”.Alexandre Leão têm sido gravado por intérpretes como Ivete Sangalo, Maria Bethânia, Rosa Passos, Margareth Menezes, Lampirônicos, Belô Velloso, Gil (Banda Beijo), Ricardo Chaves, entre outros. A canção “Pop Zen” (parceria com Manuca Almeida e Lalado), é a mais gravada. Marilda Santana, Ivete Sangalo, Lampirônicos, além do próprio Alexandre, entre outros, registraram a canção. A gravação mais recente é a da “Família Caymmi“ (Nana, Dori e Danilo) especialmente para servir como tema de abertura da Novela “Essas Mulheres”, Rede Record. Também fez parte da trilha sonora a canção “A Janela da Cidade” (parceria com Tito Bahiense), cantada pelo próprio Alexandre.A nova novela da Record, “Prova de Amor”, tem também em sua trilha outra canção de Alexandre, “Olhos de Gude”(parceria com Manuca, Galvão e Tito), interpretada pela cantora e atriz Maria Ceiça.Alexandre tem uma atuação importante como produtor e criador de jingles, tendo composto e dirigido peças de grandes marcas como Sadia (gravada por Dominguinhos e Marina Lima), BomPreço, Sendas, Pão de Açucar, Kaiser, Bradesco, e muitas outras.

INFORMAÇÕES

Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Data: 06/09/07
Horário: 21:00h
Ingresso: R$ 10,00 - Meia
Obs: Classificação Livre

domingo, 8 de julho de 2007

Comédia - COMO CONSEGUIR UM HOMEM

IMPERDÍVEL DIAS 13 E 14 DE JULHO

Partindo do princípio de que não existe Príncipes Encantados na vida real e de que eles não caem das árvores, duas amigas bem sucedidas financeiramente e cansadas de viver uma solidão angustiante diante da falta de parceiros, resolvem seqüestrar um dançarino do Clube das Mulheres para satisfazer os seus caprichos mais ousados ... Mas elas não sabem que essa perigosa aventura poderá levá-las quase à loucura, fazendo-as passar por situações hilárias e atrapalhadas para não serem descobertas. " Como Conseguir um Homem ou Entendendo Melhor as Mulheres " mostra as situações e dificuldades do dia a dia das mulheres cansadas de " perseguir e tentar conquistar " um bom partido para levá-las ao altar e nada conseguem, até bater o total desespero , já que os gays estão tomando conta da área delas numa competição terrivelmente desigual ... É isso que as leva a praticar diariamente o exercício de " como conseguir um homem ", buscando uma fórmula mágica para tal ... Pra quem gosta de uma boa comédia, com um texto agradável e apimentado de sex-appeal, com certeza será uma grande opção para todos aqueles que querem conseguir um/a parceiro/a, nem que seja pra assistir um bom filme comendo pipoca ...
Diretor: Caíca Alves
Elenco: Caíca Alves, Miguel Vieira, Kátia Leal, Magali Evangelista

INFORMAÇÕES

Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Datas: 13 e 14/07/07
Horário: 21:00h
Ingresso: R$ 10,00 - Preço Promocional
Obs: Classificação 14 anos

terça-feira, 5 de junho de 2007

Grupo Eternamente


Show em comemoração ao Dia dos Namorados.

Participação especial do cantor Reizinho


INFORMAÇÕES

Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Datas: 12/06/07
Horário:
20:30h
Ingresso: R$ 5,00 - Preço Promocional
Obs: Classificação Livre

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Dona Canô, 99 anos e 8 meses


Homenagem da Equipe e dos Amigos do Teatro Dona Canô aos NOVENTA E NOVE ANOS e OITO MESES de nossa Matriarca, CANÔ VELLOSO, contagem regressiva para o seu CENTENÁRIO.


INFORMAÇÕES


Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Data: 16/05/07
Horário: 19:00h
Entrada: CONVITE

Peça IRMÃ DULCE



Nos anos 80, quando ainda era viva, Irmã Dulce - freira baiana que era conhecida como Anjo Bom e Mãe dos Pobres – teve sua vida e obra apresentada pela Rede Globo de Televisão num “Caso Verdade”, Depois de sua morte, em 1992, já foram escritos seis livros sobre Irmã Dulce. Agora, chegou a vez do teatro.

Apresentaremos no Teatro Dona Canô próxima sexta, dia 04 de maio e segue os dias 05 e 06, a peça "Irmã Dulce: um ato de Deolindo Checcucci".
Contar a história de Irmã Dulce tem uma grande importância para a continuidade de suas obras sociais. Na visão de Deolindo Checcucci, Irmã Dulce foi uma visionária que se entregou à missão de combater a miséria entre os homens. “Irmã Dulce foi precursora de uma política social que é referência para muitas ações hoje de organizações independentes e oficiais. Estou convicto que o resgate de um personagem de tão grande importância no cenário histórico nacional contribui para a valorização e fortalecimento da identidade cultural brasileira”, destaca. A forma como Deolindo Checcucci narra a saga do Anjo Bom reaviva expressões artísticas nordestinas: a tradição do cordel norteia a narração em Irmã Dulce. “Os tipos populares que habitavam e ainda habitam as nossas esquinas dão corpo à narrativa, entremeada com as ações onde a personalidade inesquecível de Irmã Dulce é revelada”. O espetáculo tem direção musical de Luciano Bahia, cenografia e figurino de Euro Pires e iluminação de Luciano Reis. O elenco é composto de dez atores. O papel de Irmã Dulce vai caber à atriz Ana Carla Lira, da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia.


INFORMAÇÕES


Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Datas: 04, 05 e 06/05/07
Horário: 20:00h
Ingresso: R$ 10,00 - Preço Promocional
Obs: Classificação Livre

segunda-feira, 23 de abril de 2007

COMÉDIA - GRAXEIRA, GRAÇAS A DEUS!




MAIS UM GRANDE SUCESSO DO TEATRO BAIANO!!!
...DE VOLTA A SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO...



Em 2007, 14 anos de sucesso!GRAXEIRA, GRAÇAS A DEUS!Sendo considerado um dos marcos do teatro baiano e que já foi vista por mais de 800.000 espectadores na Bahia, Brasil e exterior.As peripécias vividas pelos atores Márcio Sherrer (Madame Catchup), José Guedes (Bombril) e Adriano Lima (Omo / Minerva). Graxeira é uma comédia de costumes com pitadas de besteirol, que conta a história de uma jovem interiorana rural (Bombril), que vem trabalhar na cidade grande. A mesma se depara na casa de uma perua falida (Madame Catchup), que se aproveita da ingenuidade da jovem explorando a mesma nos serviços domésticos, assim como, na remuneração salarial. Bombril se depara com um mundo bastante diferente da sua realidade. Indo da descoberta do telefone à máquina de lavar. Nesse universo ela conhece o Porteiro (Omo) com quem mantém um romance secreto e a doméstica “escolada” (Minerva), essa que conscientiza Bombril sobre a sua profissão e os seus direitos. As situações são engraçadíssimas, vão do besteirol ao pastelão. Com um desfecho surpreendente, valendo a pena conferir. Por isso, e muito mais é imperdível a oportunidade de assistir nos dias 13, 14 e 15 de Abril (sexta, sábado e domingo às 20:30 h.) no Centro de Cultura de Alagoinhas.Texto de Luis Gomes, Direção de Fernando Marinho (A BOFETADA e NOVIÇAS REBELDES), Produção de Ralfe Nascimento, Administração de Adriana Vasconcelos, Iluminação Ralfe Nascimento, Sonoplastia Miguel Maier e Contra-regra Luciano Freire.

INFORMAÇÕES
Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Datas: 27/04/07 e 28/04/07
Horário: 21:00h
Ingresso: R$ 20,00
Obs: Ingressos antecipados R$ 10,00 até 25 de abril

segunda-feira, 16 de abril de 2007

JOSANE PEER & BANDA


Poeta compositor influenciado pelos acordes sonoros do Rock n Roll, com letras que refletem bem o cotidiano da sociedade e seus conflitos humanos, com um toque de lirismo, romântismo poético as suas letras.


www.josanepeer.palcomp3.cifraclub.terra.com.br

R E L E A S E


Comecei minha grande experiência de palco e contato com o público durante as festas da Cidade de Santo Amaro-Ba, lá com amigos músicos e compositores, como:
Jason, Coruja e Adriano (FDT e ContraCultura), Ediney Santana (Flor Marginal) e Preto Paulo (ex-Flor Marginal e Inumanos), começamos adar novos contornos sonoros e comportamentais no cenário da cidade.
Participei também de programas de rádio e televisão locais tais como:
Band no Programa 7+7 (Luciana Dias), participei do Movimento Cultural Vivart junto com Ediney Santana, Idelmar (Dialética Blues) e outros abnegados a mostrar a nova cara da arte de reconcevo, participei da Bienal do Recôncavo e recebi o Titulo de Menção Honrosa em 1992, 2ºlugar no Festival Selibasa-ba.(1991).

E desde 2001 aqui em São Paulo, formamos a Madrasta-Mãe, em 2002, onde nos apresentamos no projeto Tubo de Ensaio, em Pinheiros e hoje estou desenvolvendo meu projeto solo, onde já fiz shows e apresentações como:



  • Palco da Funarte (2005);

  • Lançamento da Trilha Sonora do Filme "Tudo são referências, tudo são Memórias" de W. T. tede Silva;

  • Projetos como a Feira da Vila Mariana (2003);

  • Agosto com Gosto (2002/03/04 e 05);

  • Projeto Musica nas estações (Tietê e Barra Funda (2001);

  • Encontro musical Instituto Cultural CHEHFA(2006);

E eventos em feiras culturais, casas de culturas, sarais culturais e etc.


Atualmente preparo um novo repertório de composições e músicas que serão base para o lançamento de um novo trabalho em Cd e quiça em DVD.


Atualmente estou trabalhando no processo de composição no trabalho do artista pop-latino Zamoranno Castro e em breve lançamento do projeto Düplo Sonyk com o DJ Wagner.


INFORMAÇÕES

Local: Teatro Dona Canô - (075) 3241-1298
Data: 21/04/07
Horário: 21:00h
Ingresso: R$ 5,00 - Meia
Obs: Classificação Livre

quarta-feira, 11 de abril de 2007

CAETANO VELLOSO NESTE DOMINGO DIA 15 DE ABRIL DE 2007 - NO TERRENO BAR E EVENTO "SANTO AMARO - BAHIA" - INGRESSO R$ 10,00


SHOW BENEFICENTE

As famílias das marisqueiras da região de Santo Amaro, atingidas pela "Maré Vermelha".


Show com participações de:

  • Márcio Valverde;
  • Eduardo Alves;

  • Lívia Milena;

  • Targino Gondim;

  • Renato Fechinni;

  • Roberto Mendes;
  • Caetano Velloso.

BANDA:

  • Walmar Paim (bateria);

  • Júnior Figueredo (Guitarra);

  • João Paim (percussão & Trombone);

  • Cláudio Badega (Percussão);

  • João Silva (sax);

  • Panda (Trumpete);
  • Coswillian (Teclados);

  • Kiko Souza (Sax & Flauta).

EQUIPE TÉCNICA:

  • Eduardo Caldas (Iluminação);

  • Toinho Almeida (Roadie);

  • Sonoplastia (Derico Oliveira).


LOCAL: TERRENO BAR E EVENTOS - Praça da Purificação - Santo Amaro
DIA: DOMINGO 15 DE MARÇO DE 2007
INGRESSO: R$10,00 - BILHETERIA DO TEATRO DONA CANÔ
HORA: 17:00h
CONTATO: 71 9132 0177 / 75 8141 3077




PRODUÇÃO e REALIZAÇÃO.: Walmar Paim & Rodrigo Veloso


Toda a renda será revertida em cestas básicas para as famílias das marisqueiras da região de Santo Amaro, atingidas pela "Maré Vermelha".

A previsão da produção é de divulgar a arrecadação total durante o evento.

quarta-feira, 21 de março de 2007

RENATO PIABA EM LOUCURAS DE VERÃO

Dia 31 sábado INGRESSO ESGOTADO

Enquanto algumas pessoas aproveitam os meses mais quentes do ano para viajar ou descansar, o humorista Renato Piaba encontrou neste período um bom motivo para contar piadas. O seu espetáculo inédito, Loucuras de Verão, reúne uma gama de histórias engraçadas ligadas à estação da saúde e da descontração.
Em cena, Piaba mostra casos interessantes com a criação de várias personagens e histórias hilárias a respeito dos freqüentadores de bares, barracas de praia, boates, lavagens da Bahia e, principalmente, dos turistas que, "acidentalmente" caem na curtição e gozação do irreverente humorista.
Boa parte de suas piadas se passam nas festas tradicionais da Bahia, como, por exemplo, na lavagem do Bonfim, onde Renato simula uma participação travestido de baiana e até arrisca uma certa ginga numa roda de capoeira. Os quadros cômicos são acompanhados de recursos high-tech para mostrar ao público alguns dos principais pontos turísticos da boa terra.


INFORMAÇÕES

Local: Teatro Dona Canô (075) 3241-1298
Datas: 31/03/07 e 01/04/07
Horários: 21:00h / 20:00h
Ingresso dia 31 sábado: R$ 10,00 - ESGOTADO
Ingresso dia 1º domingo: R$ 10,00 até 19:00h
Observação: Classificação 16 anos

terça-feira, 20 de março de 2007

ALGUNS CANTORES CONSAGRADOS JÁ PASSARAM POR AQUI!


Alguns que já tiveram no palco do Teatro Dona Canô: Guilherme Arantes, Mariene de Castro, Lucianna Mello, Roberto Mendes, Joanna, Luiz Caldas, Maria Bethânia, Edson Cordeiro, Riachão, Caetano Veloso, Juca Chaves e muito mais...

TEATRO DONA CANÔ




Há seis anos em plena atividade, o Teatro Dona Canô tem capacidade para 274 espectadores, foyer para exposições, adaptações para portadores de deficiência física, além de três camarins.



A coordenadora do teatro, Virgínia Monteiro lembra da importância deste espaço no cenário cultural baiano. "Foram vinte anos de luta pela criação de um espaço cultural em Santo Amaro e há seis anos conseguimos realizar este sonho. O Governo do Estado doou o terreno, e graças a dona Canô Velloso e aos artistas e produtores locais, que batalharam pela construção da nossa sede".O nome do teatro foi uma homenagem a conterrânea, um dos símbolos da cidade. Dona Canô faz aniversário dia 16 de setembro, daí a escolha do mês para a inauguração do espaço. Ela teve uma importante atuação na criação do teatro. Além de espetáculos de dança, peças teatrais e shows, o Teatro Dona Canô é também um espaço aberto às comunidades de Santo Amaro. Telefax: 75 3241-1298






RIDER TÉCNICO DO TEATRO DONA CANÔ



NORMAS DO PALCO

O Teatro não fornece carregadores;

O Teatro inicia o espetáculo impreterivelmente no horário marcado;

A abertura da platéia para o acesso do público se dá 15 minutos antes do horário previsto para o início do espetáculo;

Não é permitido o acesso de técnicos à platéia, foyer e sala de projeção trajando bermudas, camisetas, chinelos após a abertura da mesma para o público;

É proibido ficar sem camisa em qualquer área do Teatro na hora da montagem.


INFORMAÇÕES TÉCNICAS PLATÉIA

274 – Poltronas “não numeradas”;

02 – Vagas para cadeiras de roda;

01 – Escada em madeira de acesso ao palco;


INFORMAÇÕES TÉCNICAS PALCO

Boca de cena – Altura 06 metros;

Boca de cena – Largura 10 metros;

Profundidade do palco 10,65 metros;

Proscênio profundidade 2,00 metros na área central e 1,30 metros nas extremidades.


EQUIPAMENTOS DO PALCO

01 Cortina de gala em veludo palha com acionamento na horizontal motorizado;

01 Regulador vertical em veludo palha;

02 Reguladores horizontal em veludo palha;

01 Rotunda preta;

05 Bambolinas pretas;

10 Pernas pretas.


TELA CENOGRÁFICA

01 Tela Screen (ciclorama) branco;

01 Tela Elétrica


EQUIPAMENTOS DE ILUMINAÇÃO CÊNICA

01 - mesa NSI modelo MELANGE, 128 canais, 08 submaster, 15 paginas ;

10 - rack Telem: Ditel Digital OM 400: 120 circuitos de 2.0Kw;

20 - plano convexo Telem – 1000 watts;

10 - fresnel Telem – 1000 watts;

15 - elipsoidal – 1000 watts – 25º a 50º;

12 - elipsoidal – 1000 watts – 17º a 38º;

08 - par 64 - #5;

08 - par 64 - #2;

01 canhão solo – 2000 watts (íris, blackout e guilhotina com 6 cores – manual);

01 escada de 12 degraus;

01 escada de 20 degraus.


EQUIPAMENTOS DE SONORIZAÇÃO

01 - mesa 16 canais - MACKIE;

01 - equalizador - DBX;

01 - modulo - DENON CD/TAPE;

04 - caixas - RCF em FLAY ATIVAS;

01 - multicabo 16 vias;

01 - microfone lapela - SHURE;

02 - microfones s/fio - SHURE;

06 - microfones - SHURE;

06 - cabos - XLR canon/canon;

02 - pedestais - girafa;

06 - pedestais - mesa.

Obs: O Teatro não possui monitor de palco “retorno”.


CAMARINS Nível do palco:

01 Sobre o palco:

02 Todos os camarins do palco e sobre palco possuem:

. ar-condicionado;

. banheiro.

Obs.: Não temos chuveiro elétrico


SALA DA CAMAREIRA Sobre o palco:

01 . ar-condicionado;

01 . mesa de passar roupa;

01 . ferro elétrico;

02 . araras.

PLAYLIST TDC